Por: Marinela Gomes

Como muitas das datas festivas populares, celebramos esta muitas das vezes por questões culturais, mas acima de tudo por tradição. Poucos de nós certamente sabe o real significado desta data, o surgimento e outros porquês relacionados à mesma.

A JdB resolveu partilhar com vocês este assunto bastante curioso e pertinente, uma vez que estamos exactamente nos preparativos vespertinos do Natal.

Histórias e factos empíricos

A raiz desta comemoração é o nascimento de Jesus, razão pela qual antigamente comemorava-se em datas distintas por não se saber o dia exacto do nascimento de Cristo. Somente no século IV se estabeleceu o dia 25 de Dezembro como o dia oficial para a comemoração em memória do nascimento de Cristo.

As comemorações antigamente costumavam durar até 12 dias, eram dias de muita alegria.

P1280148

Árvore de Natal

Hoje é utilizado como forma de decoração natalina, mas tem por detrás um significado e uma história. A tradição começou no século XIV na Alemanha, e diz-se que partiu de Martinho Lutero, monge e professor de Teologia famoso. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta. E recriou o que viu, na época do Natal, para simbolizar paz, harmonia e serenidade.

pai natal leitor wallpaper

O Pai Natal: origem e tradição

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas. Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele. A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil Papai Noel e em Portugal e Angola de Pai Natal.

A roupa do Pai Natal

Até o final do século XIX, o Pai Natal era representado com uma roupa de inverno na cor verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho.

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Pai Natal com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Pai Natal pelo mundo.

Deus-Ormuz

Origem atribuída ao Paganismo? Relatos afirmam que na antiguidade os romanos aproveitaram uma importante festa pagã realizada por volta do dia 25 de dezembro e “cristianizaram” a data, comemorando o nascimento de Jesus pela primeira vez no ano 354. A tal festa pagã, chamada de Natalis Solis Invicti (“nascimento do sol invencível”), era uma homenagem ao deus persa Mitra, popular em Roma. As comemorações aconteciam durante o solstício de inverno, o dia mais curto do ano. No hemisfério norte, o solstício não tem data fixa – ele costuma ser próximo de 22 de dezembro, mas pode cair até no dia 25.

Como habitual, encontramos muitas informações que dividem opiniões. E vocês que acham? Acreditamos que ainda que suscitem muitas interrogações, os cristãos de todo o mundo têm mais do que motivos para celebrar esse dia, em memória daquele que tudo fez pela salvação da humanidade: Jesus Cristo. Para os não cristãos o simbolismo já é bastante positivo no sentido em que nessa época é comum juntar-se a família toda.

Nós JdB desejamos a você leitor, um feliz natal e que neste dia possam usufruir da paz, harmonia característicos dessa época, desprendam-se do materialismo também característico da mesma, infelizmente, e desfrutem de muita paz e tranquilidade.