Por: Helga Piçarra

 

O Dia das Bruxas ou Halloween é uma festa pagã e tem a sua origem nas celebrações dos povos celtas há mais de 2500 anos. Esta data servia como comemoracao do festival Samhain, que significa “fim de verão”.

O festival Samhain durava entre os dias 30 de Outubro até 2 de Novembro, e reza a lenda que o principal tema deste festival era a celebração dos mortos, e que alguns espíritos perturbados saiam do cemitério para apoderar-se de pessoas vivas. Para afungentar tais fantasmas as pessoas punham objectos assustadores nas suas portas.

Com a invasão dos Romanos na Grã-Bretanha certos costumes da população foram perdidos, no entando alguns rituais do Festival Samhain foram preservados, como a festa dos mortos – pois os celtas acreditavam que o mundo dos mortos era o ‘’paraiso”. C om a expansão e instalação do Cristianismo por toda a Europa esta data passou a ser chamada de Dia das Bruxas, tanto que durante a Idade Media e devido a origem do festival (celebração da morte) todos aqueles que fossem apanhados a celebrar tal data eram condenados a pena de morte.

 

Etmologicamente, a palavra Halloween uma contração das palavras All Hallows’s Eve (Noite de Todos os Santos)

Com o fim de cristianizar a população, e diminuir o poder de celebrações pagãs sobre a população, o Papa Gregório III instaurou o Dia de Todos os Santos a 1 de Novembro, que é o dia de dedicação da Capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro.

O Halloween é bastante comum em países anglo-saxónicos, principalmente nos Estados Unidos da América, que recebeu esta cultura de imigrantes irlandeses no século XVIII.

 

  • Doce ou Travessura

Do inglês ‘’trick ou threat?” é uma brincadeira praticada geralmente por crianças durante o dia das bruxas, onde se dirigem até a casa das pessoas e perguntam ‘’Doce ou travessura?”; se a pessoa responder ‘’doce” as crianças recebem doces, mas se a pessoa responder ‘’travessura” as crianças pegam-lhe uma partida. Consta que tal brincadeira vem do costume irlandês do bolo das almas. O pedido dos ‘’bolos das almas” era um costume comum na Idade Média, em que durante o Dia dos Finados as crianças saiam a rua pedindo por bolos e em troca faziam uma oração pela alma de alguém falecido da família do doador (do bolo).

 

  • Jack A lanterna

Também conhecido por ser a abobora acesa do dia das bruxas. Segundo a lenda irlandesa, havia um homem chamado Jack, O miserável que pregava vários truques ao Diabo e que sempre se safava sob a promessa que o Diabo não o incomodaria nem em caso de morte. Quando morreu, Deus não o queria no Céu e assim o Diabo como não o podia receber no Inferno por conta da promessa que tinha feito, fez com que Jack ficasse a vaguear pelas noites escuras apenas com um pedaço de carvão aceso. Por sua vez Jack esculpiu um rosto num nabo e pôs o Carvão aceso la dentro, e tem andado pela terra desde então. O hábito de cravar rostos na abobora veio séculos mais tarde nos EUA.