Por: Redacção 

 

A 10.ª edição da Gala Internacional de Demonstração de Artes Marciais aconteceu em Munique, Alemanha e premiou um país africano pela primeira vez na sua história, mais concretamente o angolano Marco Forte.

Em declarações ao Jornal de Angola, Marco Fortes, que conquistou os prémios Master Sênior (em que exibiu esquemas elaborados, vencendo outros quatro concorrentes ao título) e melhor demonstração da gala, manifestou-se estar regozijado pelo facto de Angola ter feito história no evento e estarem com isso a cumprir com o objectivo de darem a conhecer ao mundo o trabalho que vem desenvolvendo nas artes marciais.

Entre os nomes premiados está ainda o de José Felix, presidente da Federação Angolana de Karatê (FAK), que levou o ‘Prémio trinta anos’ em razão do contributo prestado em prol do desporto de combate no país.

A organização atribuiu ainda a Angola o trofeu de ‘melhor escola internacional’.

Os vencedores angolanos pretendem realizar uma gala em Luanda no final deste mês ou princípio do próximo com o objectivo de dar a conhecer o esforço feito por eles no exterior, não só no Karatê, mas a nível de outras modalidades de combate.