Por: Redação

Acordo de supressão de vistos em passaportes ordinários entre as repúblicas de Angola e da África do Sul, entra em vigor na primeira quinzena do mês de Dezembro, anunciou ontem, segunda-feira, o embaixador daquele país, Faninie Mfana Phacola.

Em declarações à imprensa no quadro da visita de trabalho de três dias que efectua à província do Moxico, a convite do governador provincial, Gonçalves Muandumba, para estudar áreas de investimentos e cooperação.

De acordo com o embaixador sul-africano, do lado do governo do seu país está “tudo feito” para que o acordo começa a vigorar a partir do dia 15 de Dezembro. Por seu turno, o governo angolano “tem ainda alguns protocolos a analisar e aguardamos isso”.

Em relação à visita de trabalho, o embaixador sul-africano assegurou que o seu o país está disponível em investir sobretudo nos sectores do comércio, minas, agricultura, floresta, pescas, educação, água e saúde.

Sem adiantar datas para o início da aplicação de um acordo para o efeito, Faninie Phacola afirmou que, por iniciativa da embaixada sul-africana e para impulsionar os investimentos de empresários dos dois países, criou-se uma Câmara de Comércio e Indústria, com 30 empresas, que deve ser apresentada no dia 16 de Novembro corrente.

Durante a estada da delegação na província, serão mantidos encontros com as direcções da energia e águas, representantes daa associações de jovens empreendedores, indústrias, agricultura, camionistas e da hotelaria e turismo, geologia e minas, além de visita ao complexo cultural do Monumento à Paz, mini-hídrica do Tchiumbue, ao município do Dala e a britadeira localizada na margem do rio Cassai.