Por: Albino Tchilanda


O músico Moniz de Almeida, do grupo ‘Irmãos Almeida’ prometeu, ontem à imprensa, que vai exigir indemnização aos partidos políticos que usarem suas músicas para as suas campanhas eleitorais na rádio e na televisão. Referiu ainda que não é a primeira vez  que acontece, mas garante que desta, com o tema “Estamos a sofrer mal”, que o partido Unita usa nas campanhas eleitorais, não pretende deixar passar.

Moniz de Almeida garantiu que não é a primeira vez que sua música é utilizada por partidos, a primeira vez foi em 1992, mas este perdoou, e desta vez o músico diz que não vai perdoar por considerar desrespeito para consigo e seus fãs, por isso mesmo pretende levar a situação às barras do tribunal.

O artista aponta, a titulo de exemplo, o partido Unita, exigindo que este o indemnize por usar sua música “Estamos a sofrer mal”, no seu tempo de antena para a campanha eleitoral.

O cantor afirma que não tinha notado que alguns partidos políticos utilizam suas músicas para as campanhas eleitoral, mas em 1992 teve o conhecimento e perdoou, mas desta vez não vai mais perdoar.

“Estranhamente nos últimos dias as minhas músicas têm sido utilizadas por partidos políticos, sem a minha autorização. Vou levar a questão ao tribunal para ser indemnizado”. “A Unita será a primeira”, advertiu.

O compositor, irmão do falecido músico Beto de Almeida, com quem partilhava os palcos, diz esperar que não seja mal entendido, mas espera que seus direitos sejam restituídos.

“Nos próximos dias vou levar a situação no tribunal. Espero que não seja mal entendido, mas quero que os meus direitos sejam restituídos”, apelou.