Texto: Albino Tchilanda


Ainda é Março Mulher e em jeito de enaltecer mulheres que brilham nas suas actividades, hoje a Jovens da Banda traz uma figura que tem dado no duro “para manter a África limpa” ao mesmo tempo que proporcionar empregos aos jovens  das mais longínquas comunidades africanas.

Bilikiss Adebiyi Abiola, uma jovem nigeriana, que vive nos Estados Unidos da América, preocupada com os amontoados do lixo em Lagos, terra natal, decide criar, em 2012, um projecto de  recolha e reciclagem de lixo denominado  “ WECYCLE”, em português “Nós Pedalámos”, mas isso não é o que  mais nos admira. O que mais impressionou e fez esta jovem mulher  é a maneira  como ela trabalha para cuidar e  ajudar o continente.

WECYCLE é um projecto de recolha de resíduos domésticos e industriais, que emprega mais de 80 trabalhares, na sua maioria mulheres. Essa empresa  nasce da necessidade de combate aos  grandes problemas ambientais de África,  como poluição, saneamento, drenagem e proporcionar o empreendedorismo, bem como fornecer empregos nas comunidades africanas, com métodos fáceis e eficazes, que ajudam a purificar o ambiente.

Para a recolha do lixo usa triciclo, conduzidos por mulheres, que passam a recolher os resíduos de casa em casa, e depois são levados às fábricas para reciclagem.

Uma vez recolhido, o lixo é sorteado, enviando uma mensagem para quem guarda o lixo, de modo a que quanto mais lixo se guarda, mais dinheiro  se tem. Opta mais por mulheres porque elas são as que mais  se preocupam com a limpeza de casa e por serem muito mais produtivas e comprometidas com o trabalho.

Como dona de casa e empreendedora social vê a liderança feminina a tomar passos largos nas comunidades e revela que 85 por cento dos colaboradores que tem é do sexo feminino por isso exorta as mulheres das mais pequenas comunidades africanas a investirem em projectos como estes, e adverte os lideres mundiais, com particular realce para África, a necessidade de se incluir mais mulheres no processo de Desenvolvimento Sustentável, que se pretende.

  O projecto foi pensado em vésperas de férias quando a pequena Bilikiss visitava os pais,  nessa  altura sente  a grande diferença  entre a qualidade de vida e ambiental nos Estados Unidos da qualidade de vida em África, especialmente em Lagos e, por isso,  pensou  em algo para ajudar a minimizar  e a reaproveita o lixo produzido em Lagos.

Pretende expandir a iniciativa, que tem ajudado a resolver os problemas ambientais na Nigéria, para outras partes do continente.

 “O lixo, como devem saber, se tornou num grande quebra- cabeças para os governantes da África e de outras partes do Mundo, mas, em contra senso, esses dirigentes ainda não sabem lucrar com o lixo e pouco ou nada fazem para reaproveitá-lo, é fácil perceber que o Mundo Natural tem sido relegado aos grandes edifícios para a Revolução Económica. Infraestruturas como estrada, energia e combate ao terrorismo”, desabafou.  Relembrando também  a necessidade e o  compromisso que cada um tem para com o ambiente.