TextO: Albino Tchilanda


A modelo angolana Maria Borges foi eleita esta semana a figura de capa da revista francesa, ELLE Magazine, uma das mais influentes no mundo da moda. A modelo, que reside nos Estados Unidos, publicou ontem a primeira página da revista, da ultima edição, com seu rosto estampado, com uma descrição de gratidão pelo feito inédito neste século XXI.

Elle é uma revista mensal fundada em 1945, que há 27 anos tem se dedicado em eleger as figuras mais emblemáticas do mundo da moda, beleza e da cultura pop. É a maior revista de moda em circulação no mundo, com representação em vários países. Desde seu surgimento já publicou mais de 42 edições em 60 países.

Consta ainda das suas publicações, trabalhos de estilistas, escritores, fotógrafos e designers dentro de uma perspectiva sofisticada do mundo da moda, da beleza e da cultura pop.

Já fizeram capa da sua publicação, figuras como: Rihana, Byoncé, Kim kardashian, além do ex-presidente dos Estados unidos, Barack Obama.

Borges, que vive actualmente em Nova York, já foi considerada uma das mulheres mais nova do mundo da moda nos Estados Unidos, aquando da participação do NY Fashion Week. Entrou no mundo da moda como concorrente no Elite Model Look Angola 2011, deu os seus primeiros passos na agência Step Model.

É a única angolana a participar na Semana da Alta-costura de Paris, e em todas as semanas oficiais do circuito internacional de moda: Paris, Milão, Londres e Nova Iorque.

A angolana foi uma das seis modelos negras seleccionadas para o último desfile da prestigiada marca Dior, que há vários anos não usava nenhuma manequim étnica nas suas apresentações.

Actualmente Borges é mais conhecida por participar nos desfiles da Victoria’s Secret, onde desfilou em 2013, 2014 ,2015 e 2016, fazendo história por ser a primeira modelo negra a usar seu cabelo natural, transformando-se na “única modelo angolana a desfilar por 3 vezes consecutivas no Victoria’s Secret Fashion Show.