A cantora angolana Nsoki venceu os prémios África Magazine Music Awards (Afrimma), nos Estados Unidos da América, nas categorias Artista Revelação e Melhor Artista da África Central. A gala teve lugar ontem, domingo, em Dallas EUA.

A angolana concorreu igualmente na categoria de Melhor Artista Feminina Lusófona.

O African Muzic Magazine Awards (AFRIMMA) surgiu há três anos, visa premiar a valorização e expansão da música africana na diáspora.

Nsoki Neto nasceu em 1983, em Luanda, começou a cantar muito cedo, na vertente de música lírica nos Estados Unidos da América (EUA).

Lançou o primeiro single intitulado “Meu Anjo”, em 2012, onde participou o angolano Nanutu e o cabo-verdiano Johnny Ramos, vindo a publicar o primeiro álbum “Meu Anjo”, um ano depois, em 2013, que contou com a participação dos cantores Heavy C, Johnny Ramos (cabo-verdiano), Nguabi Montel e Ricardo Duna (brasileiro) e em 2015 lançou o CD “Prova dos Nove”.

Nsoki formou-se em Administração e Finanças, nos Estados Unidos da América. Desde muito cedo que possui inclinação para o canto, tendo participado em grupos corais e peças de teatro. Ainda nos EUA, cantava música lírica, sempre na voz soprano e mezzo-soprano.

Já conquistou dois prémios na categoria “Afrojazz” e “Videoclip do Ano” no concurso Angola Music Award.