Por: Redação


Hoje vamos falar um pouco sobre o pompoarismo, uma técnica que serve para melhorar e aumentar o prazer sexual durante o contacto íntimo, através da contração e relaxamento dos músculos do assoalho pélvico, no homem ou na mulher.

A prática do exercício fortalece os músculos do assoalho pélvico, prevenindo e combatendo a incontinência urinária ou fecal e também as hemorroidas. Esta técnica permite que seja possível massagear e pressionar o órgão sexual masculino com os músculos da vagina durante o contacto íntimo, enquanto que no homem melhora a resistência e o desempenho sexual.

A terapeuta  brasileira Cárita Celedonio explicou em uma palestra realizada em Luanda em Fevereiro deste ano que “o pompoarismo é utilizado para prevenir e tratar a flacidez genital, a incontinência urinária e a queda da bexiga, pois o fortalecimento da musculatura pélvica está intimamente ligado ao controle total e continência da região.”

Benefícios do pompoarismo
Quando bem praticado, o pompoarismo traz benefícios como:

Maior prazer sexual, pois as contrações feitas durante a relação sexual aumentam a estimulação sexual;
Melhoria dos resultados sexuais, tanto nos homens como nas mulheres pois a técnica fortalece os músculos do assoalho pélvico;
No homem, aumenta a pressão sanguínea dentro do pênis, potencializando a ereção;
Na mulher, auxilia no tratamento e prevenção da incontinência urinária, melhora a função sexual e ajuda no tratamento e prevenção da continência fecal.

A par dos benefícios acima prescritos, na mulher a prática destes exercícios melhora não só a vida sexual, mas também a gravidez e o parto, pois ajuda a fortalecer os músculos que suportam o útero e o peso da barriga, assim como controla a musculatura para o parto e  facilita a saída do bebê.

Como praticar exercícios de Pompoarismo
Para praticar exercícios de Pompoarismo é possível realizar exercícios simples de contração e relaxamento sem acessórios, ou recorrer à utilização de acessórios como o ben wa, também conhecido por bolas tailandesas.

No homem, esta técnica pode ser praticada através do levantamento de pequenos pesos contraindo os músculos do pênis, o que torna a ereção mais firme e duradoura e maior facilidade para inibir o orgasmo.

Exercícios simples para contrair o períneo
Estes exercícios são bem simples de praticar, basta seguir estes passos:
Deitar ou sentar num lugar calmo e confortável e respirar lenta e profundamente durante alguns segundos;
Contrair fortemente a musculatura do assoalho pélvico, mantendo a contração durante 2 segundos; A contração pode ser sentida fechando o ânus e a vagina, ou puxando toda a região para dentro;

Após 2 segundos, relaxe os músculos e descanse durante 8 segundos.

Os passos 2 e 3 devem ser repetidos até 8 a 10 vezes consecutivas, sendo por fim recomendado realizar uma última contração que dure entre 8 a 10 segundos seguidos.
Estes exercícios devem ser realizados diariamente para fortalecer todos os músculos do assoalho pélvico e devem ser realizados algumas vezes com as pernas juntas e outras vezes com as pernas afastadas.

Durante a realização dos exercícios, é muito importante que a mulher consiga assegurar que não está contraindo os músculos do abdominal, o que é comum acontecer em mulheres com a musculatura do assoalho pélvico fraca.