Robert Mugabe anuncia hoje, 21 de Novembro, que renuncia o poder como presidente do Zimbabué com efeito imediato, após 37 anos no poder. A informação é avançada pelo Porta-voz da Assembleia do país, Jacob Mudenda. Por intérmedio de uma carta enviada ao Parlamento, Mugabe afirma que a sua decisão de renunciar é voluntária.

Encerra-se assim uma surpreendente crise de oito dias que começou quando os militares zimbabueanos assumiram o comando do país numa tentativa de bloquear a ascensão ao poder da esposa de Mugabe e sua facção dentro do partido Zanu-PF.

A reunncia de Mugabe foi recebida com uma grande festa popular. De acordo com imagens que circulam pelos principais meios internacional é possível ver a alegria das multidões que saíram às ruas da capital, Harare.

“Estamos entusiasmados. É hora de sangue novo. Tenho 36 anos e espero por isso toda a minha vida. Só conheci um líder “, disse um entrevistado à rede AlJazeera.

‘’Tenho 35 anos e tenho filhos. Nasci sob Mugabe, e eles nasceram sob ele. Isso vai colocar o Zimbabwe de volta ao mapa’’, disse outro entrevistado.

A saída de Mugabe do poder depois de 37 anos coloca sem dúvidas fim a uma das mais longas ‘dinastias’ do continente africano.