O Sindicato dos Trabalhadores dos Serviços Domésticos de Luanda revelou que muitos empregadores estão a despedir os funcionários “sem justa causa” e furtando-se ao pagamento das contribuições para a Segurança Social, além das “faltas de respeito diárias”.

Em declarações esta semana à agência Lusa, a secretária-geral daquele sindicato, Leopoldina da Silva Inglês, referiu que são muitos os empregadores que “continuam a ignorar os pressupostos legais”, sobretudo porque muitos dos empregados “desconhecem” a lei, “que os protege”, aprovada há alguns meses.

A responsável ressaltou ainda que alguns empregadores cumprem a lei, mas a maioria continua a furtar-se. “Quando notamos a violação da lei, marcamos encontro com o empregador, ouvimos os dois lados e tentamos a um acordo e em caso de não entendimento recorremos à sala de trabalho”, explicou a sindicalista.