SOCIEDADE

Estudantes universitários anunciam manifestação para impedir subida de preços das propinas

Estudantes das mais variadas universidades estão insatisfeitos com a subida dos preços das propinas e emolumentos e decidiram sair às ruas para pressionar as instituições a não cumprirem com as orientações do despacho conjunto do Ministério das Finanças, Ensino Superior, Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação .

Os alunos saíram às ruas nos dias 25 e 26 de Setembro último para forçar a não fixação do valor de 15%, mas não tiveram sucesso até este preciso momento, o que está a gerar uma onda de descontentamento.

Joaquim Costa Caiombo, Presidente da Associação dos Estudantes das Universidades Privadas de Angola, entende que a medida é imprudente, uma vez que se vive é um tempo de “fragilidade económica”. O líder associativo, disse à JB que no passado dia 14 escreveu para o Presidente da República, informando que caso as solicitações não sejam atendidas os protestos continuarão.

Anunciada para as 13 horas, tendo como ponto de concentração e partida o Cemitério Da Santana em direcção ao Ministério das Finanças, os protestos continuam em alguns estabelecimentos de ensino.

Recorde-se que, esta é a segunda vez, em menos de um ano, que o estado autoriza o aumento dos preços das propinas em universidades. Em Janeiro do ano passado, as universidades já tinham efectuado algum reajuste.

Texto: Maria Málagas

Imagem: D.R

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo