MUNDOPOLITICA

Guerra na Ucrânia: Cerca de 90 angolanos conseguiram safar-se do conflito

O presidente da Associação dos Angolanos na Ucrânia, Manuel de Assuncão, garantiu que a sua organização conseguiu retirar da zona de conflito, na Ucrânia, cerca de 90 cidadãos angolanos e de outras nacionalidades, mas sem qualquer apoio do governo angolano.

Assunção, que falava à DW da fronteira com a Polónia, disse que ainda estão à espera da ajuda das autoridades de Luanda, reiterando, porém, a determinação de continuar o processo de retirada dos compatriotas até que último angolano abandone o país.

“Enquanto líder dos angolanos garanto que não recebemos nada do Estado angolano. Estamos em contacto com as autoridades, mas usamos o nosso meio próprio por questões da dignidade humana”, esclarece.

A notícia sobre a retirada de cerca de 90 angolanos da Ucrânia dá-se depois de uma informação do Jornal de Angola, sobre a saída de um grupo de 168 angolanos residentes na Ucrânia que chegaria à Polónia ontem, onde seriam acolhidos pela Embaixada de Angola naquele país.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo