KANDONGUEIROSSOCIEDADE

Para não “dar bandeira” mulher deu a luz e enterrou o filho no quintal

Texto: Berlantino Dário

Uma senhora de sete filho terá tido o parto sozinha em casa, no sábado, no bairro Paraíso, em Cacuaco, depois decidiu matar e enterrar o bebé no quintal da sua casa, por medo de ser acusada de traidora pelas vizinhas.

Os filhos começaram a notar o comportamento estranho da mãe e descobriram o enterro do bebê.  

De acordo com informações, Francisca Vieira de 37 anos tomou tal atitude, por causa das suspeitas que se levantavam em torno da paternidade do recém-nascido, já que anda separada do seu ex-marido, com quem tem sete filhos, há mais de um ano.

“O motivo dessa acção é para não ela não dar bandeira. Para não dizer que ela está grávida. Como as pessoas já deram conta que ela está grávida, e o filho não é meu, não me pertence, é dum outro sujeito. Mas ela não me explicou que é doutro sujeito. Conversei com ela: – Epah, mãe estás concebida? – Não, não estou! Essa barriga é de cerveja!” contou Andrade da Costa, ex-marido.

O ex-marido confessa que nunca a tinha encomendado, nem nunca fez ameaças de morte, pelo que, na sua óptica, ela fez aquilo para não dar “bandeira” nas pessoas.

“E surgiu que ela concebeu fora e trouxe em casa, então aquele medo de como nascer, para não dar bandeira nas pessoas que está grávida, porque eu já não dormia ali em casa. Ela preferiu fazer aquilo”, contou. 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo