CULTURASOCIEDADE

Igrejas em Angola estão a associar obras artesanais ao feitiço

Por: Berlantino Dário

A União Nacional dos Artistas Plásticos “UNAP” denuncia a existência de igrejas evangélicas em Angola que associam as obras de arte ao feitiço. Por conta disso, tem havido muito pouca procura de peças artesanais nos mercados.

A atitude, diz a UNAC, tem impactado negativamente a vida dos artesãos. A denúncia foi apresentada na semana passada pelo vice-presidente da mesa da Assembleia Geral da União Nacional dos Artistas Plásticos, António Tomás Ana “Etona”. O também artista plástico está preocupado com a situação.

“É possível que haja mudança. Mas a mudança tem de partir de nós, entre o artesão e o consumidor. Agora, e nós ainda vamos encontrar onde alguns acusam que uma obra de artesanato é feitiço. Então, como é que depois não tiramos esses discursos a essas pessoas que assim o falam, principalmente as igrejas evangélicas também têm esse mesmo discurso! Isso depois vai penalizando aqueles que realmente vão fazendo o seu trabalho”, acusa.

Por outro lado, os artistas plásticos queixam-se da fraca procura dos produtos, e por isso, pedem mais atenção e apoio do Ministério da Cultura Turismo e Ambiente.

“O nosso trabalho é muito pouco valorizado! Nós estamos a sofrer muito. Talvez se pode vir fazer um mês nem um 500 kwanzas vai conseguir receber aqui! Está duro! Se estamos ainda na arte é mesmo por termos amor à arte. Senão está mesmo complicado”, lamentou António Tomás Ana “Etona”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo