POLITICASOCIEDADE

Na ordem do dia. ENAPP-E.P assume controlo do concurso da AGT. Na Saúde este ano haverá mais concurso público

A Administração Geral Tributária (AGT) alerta aos concorrentes ao concurso público para o preenchimento das 360 vagas que a Administração Nacional de Administração e Políticas Públicas (ENAPP) é a única responsável pelo processo de candidaturas.

Em conferência de imprensa realizada ontem a respeito do concurso, a AGT ficou por determinar a data da realização das inscrições e dos exames e apelou a população para basearem-se apenas em informações oficiais. Informações sobre os requisitos necessários para as vagas, assim como as vias oficiais para a submissão das candidaturas, serão anunciadas no Jornal de Angola.

Marlene Martins, directora dos Recursos Humanos da AGT, informou que, tão logo forem criadas as condições, sua instituição dará a data sobre a submissão das candidaturas.

Distribuição das vagas por províncias 

As vagas disponíveis por províncias estão repartidas nas 5ª ,6ª e 7ª Regiões Tributárias, cobrindo o Bié (7), Namibe (10), Huíla (10), Cunene (36), Cuando Cubango (34), Lunda Norte (22), Lunda-Sul (21), Moxico (27) e Luanda-sede (20).

As profissões a recrutar, para 310 vagas, estão ligadas às especialidades de técnicos de navegação e controlo aduaneiro, de fiscalização aduaneira, de contencioso (aduaneiro e fiscal), de inspecção aduaneira/fiscalidade e contabilidade.

Outras 40 vagas serão preenchidas por técnicos ligados à operação de scanners e Raio-X, de CCTV. Os outros 10 lugares estão reservados para os técnicos informáticos, com valência em administração de sistemas, levantamento de requisitos de base de dados e desenvolvimento do sistema de infra-estruturas.

 Concurso no MINSA

O Orçamento Geral do Estado (OGE) 2023, aprovado ontem na generalidade na Assembleia Nacional vai permitir que o MINSA realize um novo concurso público para a contratação de 8 mil novos profissionais de Saúde.

A informação foi avançada pela Ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta, quando respondia às perguntas dos deputados no Parlamento. As verbas cabimentadas para o sector da saúde vai ajudar na realização de mais projectos  e contratação de novos colaboradores ainda este ano.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo